Bonito – Mato Grosso do Sul

IMG_3341

Não tem como começar esta postagem sem a tão conhecida frase: Bonito é lindo!

Lindo não, lindíssimo e vale muito a pena visitar.

Está localizado a pouco mais de 300 km de Campo Grande, capital do Estado e é um passeio para quem curte Ecoturismo ou quer apenas relaxar em uma cidade interiorana e muito charmosa.


Quando ircropped-cropped-img_0429.jpg


Quando ir para Bonito? Depende muito da preferência do visitante.

Entre dezembro e março temos o período das chuvas e o clima está mais quente, por volta dos 35 graus. A mata está bem verde, porém os rios não estão tão transparentes e algum passeio pode ser cancelado em cima da hora.

De maio a agosto temos o período de seca e faz até um friozinho de noite. Os rios estão mais transparentes, há uma quantidade maior de peixes visíveis. Foi o período escolhido por nós, mas confessamos que era um pouco dolorido entrar na água gelada nas primeiras horas da manhã… A roupa de neoprene (quase sempre obrigatória) ajuda a manter uma temperatura agradável no corpo e, após o choque inicial, você se acostuma e nem reclama mais do frio rs.

IMG_3321
Praça de Bonito

Como chegar em Bonitocropped-cropped-img_0429.jpg


Como dito, Bonito fica a uns 300 km de distância de Campo Grande e, apesar de ter um aeroporto, só é utilizado para voos pequenos.

Assim, chegando em Campo Grande você terá basicamente três opções:

a) alugar um carro.

É a opção mais cara, porém a mais cômoda. Há diversas locadoras no aeroporto, podendo retirar o veículo quando da chegada em Campo Grande e entregando novamente lá, ao final da viagem.

Foi a opção que escolhemos. Reservamos o carro da empresa Álamo, por meio da Decolar. Pagamos aproximadamente 80 reais pela diária. Foi uma empresa bem tranquila e com atendentes super simpáticos que, inclusive, nos ensinaram a ir pela BR060, por ter menos caminhões.

Caso alugar um carro seja sua opção, a rota mais utilizada é via Sidrolândia, não tem pedágios e o asfalto estava em excelente condição. Pegue a BR 060, passando por Sidrolândia e Nioaque até Guia Lopes da Laguna, depois pegue a MS382 por 55k até Bonito.

b) pegar um ônibus

Segundo informações constantes no site  Portal Bonito, há diversos ônibus por dia, normalmente às 07:00, 09:00, 15:00 e 18:30.

O site Busca Ônibus indica novos horários: 08:00, 13:00 e 16:00, com a Empresa Viação Cruzeiro do Sul e valores, em média, de 60 reais.

De todo modo, para se certificar dos horários e vagas disponíveis no dia que você for, o telefone da Rodoviária de Campo Grande é  (67) 3313-8703.

c) contratar um serviço de van, através de uma operadora ou agência de turismo

Há diversas empresas de turismo que fazem o serviço de transfer, te buscando no aeroporto e deixando em seu hotel em Bonito.

O valor é, em média, de 100 reais por pessoa.


Onde ficar em Bonitocropped-cropped-img_0429.jpg


Apesar de ser uma cidade pequena, Bonito tem diversos hotéis e pousadas. Escolher uma localização perto do centro da cidade é uma boa opção para não ficar refém de veículos.

Por ser uma cidade muito buscada pelos turistas, a hospedagem não é super barata, mas reservando com antecedência você consegue escolher opções com bom custo benefício.

Nós escolhemos o Marruá Hotel. É um hotel bem legal e utilizamos diárias da Bancorbras, não tivemos problemas com a reserva e nenhuma intercorrência na viagem. O quarto é pequeno e simples, mas suficiente para o estilo de passeio, já que você fica a maior parte do tempo na rua.

piscina-3.jpg.350x0
Marruá Hotel – foto do site

Segundo as avaliações de usuários do Trip Advisor, são excelentes opções de hospedagem:

  • Pousada Segredo – diária média de 130 reais
  • Hotel Pousada Calliandra – diária média de 150 reais
  • Che Lagarto Hostel Bonito – diária média de 150 reais
  • Pousada Carandá Ville – diária média de 150 reais
  • CLH Suites Bonito – diária média de 170 reais
  • Marruá Hotel – diária média de 200 reais
  • Pousada Surucuá – diária média de 300 reais
  • Hotel Pousada Aguas de Bonito – diária média de 300 reais
  • Hotel Santa Esmeralda – diária média de 500 reais

Quanto tempo ficar em Bonito cropped-cropped-img_0429.jpg


Como sempre, claro que depende da disposição orçamentária e de tempo de cada um.

Pessoalmente, indicaríamos, no mínimo, 3 dias inteiros na cidade (descontando o dia que chega e o dia que vai embora).

Importante ressaltar que a maioria das agências não marca passeio para o dia da sua chegada na cidade, considerando que pode haver atrasos no trajeto de Campo Grande para lá e você perder o passeio.

IMG_3124
Lojinha no centro da cidade 😀

Como se locomover cropped-cropped-img_0429.jpg


Os pontos turísticos de Bonito ficam, normalmente, afastados da cidade e, muitos deles, em cidades vizinhas. Assim, quem opta por alugar um carro tem a facilidade de, com um mapa em mãos, se locomover facilmente para os pontos de partidas dos passeios.

mapa bonito
Esse mapa eles entregam em vários pontos e agências da cidade, é só pedir o seu 🙂

Quem não deseja ou não pode alugar um carro, precisa contratar uma agência ou operadora de viagem que o buscará no hotel para levar ao local do passeio do dia.

Não dá para ir a pé para os passeios, independentemente de onde você tenha escolhido se hospedar. Como dito, normalmente os passeios são distantes, a uns 60km ou até mais de Bonito, então se não quiser alugar um carro, precisará de uma van ou, havendo orçamento, alugar um táxi.


O que visitar em Bonito cropped-cropped-img_0429.jpg


Vou tentar enumerar alguns dos diversos passeios que existem lá, os mais conhecidos e buscados.

  • Gruta do Lago Azul

IMG_3085

Preço médio: 50 reais

Passeio contemplativo. Você, acompanhado de um guia, faz uma trilha de 200 metros e depois desce uma escadaria de aproximadamente 300 degraus, por dentro da caverna, até chegar ao lago. Não é possível mergulhar ou encostar na água.

  • Rio da Prata – Flutuação

    Rio da Prata
    Imagem do site do Bonitour

Preço médio: 170 reais

Passeio que envolve trilha e mergulho. Após a colocação dos trajes para o mergulho, você sai em uma caminhonete até o local onde a trilha começa. A caminhada é realizada por uma trilha em Reserva Particular do Patrimônio Natural, em torno de 2.200 metros, e flutuação nos Rios Olho d`Água, por cerca de 1.800 metros, em pequenos grupos. O guia acompanha o grupo o tempo todo, inclusive dentro da água. Após o término da flutuação, o transporte os leva de volta à sede.

Na mesma fazenda é possível fazer cavalgadas também.

  • Rio Sucuri – Flutuação

Rio Sucuri
Imagem do site do Bonitour

Preço médio: 200 reais

Passeio que envolve trilha e mergulho. Após a colocação dos trajes para mergulho, o transporte te leva até o local onde é realizada uma caminhada de 400 metros até o deck principal, onde inicia a flutuação por volta de 1800 metros. O guia, neste passeio, acompanhou o grupo em um pequeno barco.

  • Boca da Onça

IMG_4896

Preço médio: 218 reais. Almoço incluído.

Passeio que envolve trilha e cachoeiras. O percurso é de 4000 metros pela mata do Rio Salobra. Você passa por 8 cachoeiras, sendo 4 com paradas para banho e uma parada na Cachoeira Boca da Onça, que tem 156 metros de altura. É importante salientar que existe uma escadaria de 800 degraus para descer, com pequenas paradas para o visitante recuperar o fôlego. No meio da trilha há um quiosque com bebidas e banheiros.

  • Lagoa Misteriosa

Preço médio: 155 reais só flutuação / 365 reais – mergulho com cilindro.

Passeio que envolve trilha e mergulho (com ou sem cilindro). Há uma trilha de 600 metros até chegar ao mirante da lagoa. A flutuação pode ser feita sem a roupa de neoprene, mas cuidado para não deixar o snorkel cair. A lagoa é de uma beleza imensurável e o mistério que envolve o local diz respeito a sua profundidade, que ainda não se sabe qual é exatamente, tendo mergulhadores alcançado 220 metros de profundidade.

IMG_3207

Na fazenda tem um almoço, que é opcional.

  • Buraco das Araras

Buraco-das-araras-Bonitour-Passeios-em-Bonito-MS-1110_1895
Imagem do site do Bonitour

Preço médio: 68 reais

Passeio com trilha e contemplação. São 970 metros de trilha com paradas em mirantes para observar aves.

  • Aquário Natural – Flutuação

IMG_3130

Preço médio: 187 reais

Passeio que envolve trilha e flutuação. Antes de iniciar o passeio, há um treinamento na piscina e, logo após, uma trilha de 1.600 metros pela mata ciliar até chegar ao deck principal da nascente do rio. São aproximadamente 800 metros de flutuação até o encontro com os rios Formoso e Formosinho.

  • Nascente Azul – Flutuação

Nascente-Azul-Flutuacao-Bonitour-Passeios-em-Bonito-MS-1106_1751
Imagem do site do Bonitour

Preço médio: 150 reais

Passeio que envolve trilha e flutuação. O acesso a flutuação da Nascente Azul é feito através de uma trilha de aproximadamente 300 metros até chegar à sala de equipamentos para a flutuação. Há uma segunda trilha, de aproximadamente 1500 metros pela Floresta de Bacuri e, chegando na Nascente Azul, há um pequeno treinamento com todos e logo se inicia a flutuação.

  • Eco Park – Combo bote

bote
Imagem do site do Bonitour

Preço médio: 175 reais

O combo bote é um conjunto de passeios que envolve: o bote, o stand up padle e o bóia cross. A duração do passeio de bote é aproximadamente 2 horas e os demais em torno de 15 a 25 minutos.

  • Gruta de São Miguel

Gruta de sao miguel
Imagem do site do Bonitour

Preço médio: 50 reais

Passeio contemplativo por dentro da gruta.

  • Balneário Municipal

Balneario-municipal-Bonitour-Passeios-em-Bonito-MS-1596_1767
Imagem do site do Bonitour

Preço médio: 30 reais

O Balneário Municipal é uma área de lazer com várias atividades para passar o dia. Há opção de mergulhar no rio Formoso, tomar sol e praticar esportes. É possível utilizar a estrutura do balneário, como churrasqueiras. Também possui restaurante e bar.


Restaurantes e Bares em Bonitocropped-cropped-img_0429.jpg


Há muitos restaurantes e bares legais em Bonito. Pessoalmente, indicamos dois que se destacaram:

  • Juanita.

Localizado na R. Nossa Sra. da Penha, 854.

Destaque para o Pacu assado com batata, arroz, farofa de banana e pirão.

Simplesmente maravilhoso. Média de 120 reais (para duas pessoas)

  • Casa do João.

IMG_3149

Localizado na Rua Nelson Felício dos Santos, 664.

Lugar maravilhoso, comida impecável e decoração fantástica. O dono fica passeando pelas mesas, uma simpatia. Os atendentes são uma gracinha e dão super dicas para incrementar o pedido da forma mais deliciosa possível.

IMG_3143

Ah, não dá para ir a Bonito e não experimentar a famosa carne de Jacaré. Uma delícia! Não achamos parecido com frango, como muitos dizem, é um pouco adocicada, mas muito gostosa. Aqueles que tem medo de não gostar (é um prato caro) podem optar por uma versão existente em quase todos restaurantes: jacaré para experimentar, em uma porção pequena de 100 gramas.

IMG_3348
Carne de Jacaré deliciosa do restaurante Tapera

Outras opções de restaurantes:

  • Tapera. Foi onde experimentamos a carne de jacaré. 100% aprovada.
  • Aipim Cozinha de Raízes. Os pratos são fantásticos, mas as porções são muito pequenas e o atendimento foi bastante demorado.
  • Espeto Bonito. Bom e barato.
  • Toca do Peixe.
  • Pantanal Grill. Gostoso, mas nada sensacional.

Segurança cropped-cropped-img_0429.jpg


Bonito é uma cidade bem tranquila e sem indícios de insegurança. Claro, como todo lugar, é sempre bom tomar cuidado com os objetos pessoais. Nos passeios normalmente há armário com chave para guardar mochila e o que não for ser usado.


Gastos em Bonito cropped-cropped-img_0429.jpg


Visitar Bonito não é uma viagem muito barata, mas vale a pena cada centavo investido. Você não consegue fazer praticamente nenhum passeio sem a intervenção de uma agência, onde são adquiridos os tickets/voucher de entrada dos locais.

Importante lembrar que em períodos de alta temporada os passeios são mais caros. Então fiquem de olho.

Os passeios, como deu pra ver acima, custam em média 100/150 reais. Há alguns mais caros e poucos mais baratos. Normalmente, para otimizar o tempo, você acaba fazendo um passeio de manhã e outro a tarde, então acaba gastando uma boa quantia por dia com isso.

A comida tem um preço mais “normal”, pelo menos se comparado a Brasília. Há restaurantes simples, com preços acessíveis (20/30 reais uma refeição simples) e outros mais sofisticados, com pratos elaborados, que custam mais caro.

Nós, antes de ir para Bonito, fomos a um supermercado em Campo Grande e fizemos uma compra de frutas, água, castanhas. Assim, conseguíamos levar pequenos lanches para os passeios e não precisávamos gastar muito com comida. É uma boa dica, caso queira economizar.

O aluguel de carro custa, mais ou menos 90 reais para um carro manual e 150 para um carro automático.

IMG_3159
Aves livres que visitam as fazendas

Sugestão de Roteiro cropped-cropped-img_0429.jpg


Como sugestão de roteiro, indico o que fizemos, pois foi bem legal e na medida adequada… Ainda existiam vários outros passeios disponíveis, mas acreditamos que fizemos uma boa escolha.

Dia 01:

Chegada na cidade, almoço em um dos restaurantes sugeridos, passeio pelo centro.

Dia 02:

Manhã:

  • Gruta do Lago Azul

IMG_3091

Tarde:

  • Eco Park – Passeio de bote ou Aquário Natural

Inicialmente iríamos fazer o passeio de bote, mas em razão do rio estar muito cheio, o passeio foi cancelado, trocamos pelo Aquário natural e gostamos  muito.

Dia 03

Manhã

  • Rio da Prata – Flutuação

Tarde

  • Lagoa Misteriosa – Flutuação

FullSizeRender_3

Dia 04

Manhã

  • Boca da Onça – Trilhas e Cachoeiras

FullSizeRender

Tarde

  • Rio Sucuri – Flutuação

FullSizeRender_2

Dia 05

Passeio na cidade, almoço e retorno para Campo Grande.


O que levar para Bonito cropped-cropped-img_0429.jpg


Normalmente, roupas leves, toalha, tênis e um chinelo, pois os passeios envolvem, quase sempre, caminhadas e mergulho. Mesmo que a maioria das flutuações exija o uso da roupa de neoprene, vá sempre com roupa de banho por baixo.

Exceto por motivos pessoais, não precisa comprar snorkel, todos os passeios que envolvem flutuação incluem. Todos são higienizados e entregues embalados.

O mais importante e fundamental é o REPELENTE. Há muitos, milhares de mosquitos loucos por sangue quente. Acho que eles usam até snorkel e mergulham só para picar a gente debaixo d’água. Mas atenção! Não pode ser utilizados antes das flutuações, pois contaminam as águas. Leve para o passeio, mas apenas passe ao sair da água, PASSE, NÃO ESQUEÇA, caso contrário, chegará no hotel com o corpo repleto de picadas.

Se você for alérgico, recomendo levar uma pomada ou remédio para alergias pois, mesmo com repelente, os mosquitos dominam a arte de encontrar partes do seu corpo para picar.

Na época que fomos não havia muito sol, não achei o protetor solar necessário, mas se precisar, lembre da regra acima, só poderá ser utilizado após sair da água.

Carregue sempre um lanche leve na mochila, algumas bolachas ou frutas, bem como uma garrafa de água.

Abaixo segue um breve resumo de o que levar para cada tipo de passeio:

  • Rapel: roupa de banho, roupas confortáveis como: camiseta, calça de ginástica ou tactel, elástico para o cabelo, tênis e meias compridas.
  • Trilhas e Cachoeiras: roupas de banho, tênis ou papete, toalha, repelente e protetor solar.
  • Balneários: roupas de banho, chinelo, toalha e protetor solar.
  • Mergulho com cilindro: roupas de banho, elástico para o cabelo, chinelo e toalha.
  • Passeio de Bote e Bóia Cross: roupas de banho, toalha, protetor solar e repelente. Levar roupa extra.
  • Arvorismo: roupas de banho, toalha, protetor solar, tênis e repelente. Levar roupa extra.
  • Grutas e Buraco das Araras: roupas confortáveis e uso obrigatório de tênis ou papetes.
  • Cavalgadas: roupas confortáveis: calça comprida, camiseta, sapato fechado, repelente e protetor solar.
  • Pantanal: roupas confortáveis: calça comprida ou bermuda, camiseta, casaco leve, sapato fechado, chapéu ou boné, repelente e protetor solar.

Dicas Gerais para sua viagem para Bonito cropped-cropped-img_0429.jpg


Como já deu para perceber, Bonito é um lugar maravilhoso, de uma beleza indescritível. Realmente nos surpreendemos muito!

  • Não é um passeio barato, então é bom olhar as passagens com antecedência, conseguimos emitir as nossas com milhas (saída de Brasília e voo direto para Campo Grande por 3500 milhas o trecho). Um achado!
  • Crianças. Não é um passeio para crianças, realmente não vimos nenhuma por lá. Os passeios envolvem sempre água gelada dos rios e longas caminhadas, então não vejo como crianças participarem.
  • Medo de nadar. Os rios não são, via de regra, fundos. Mesmo quem não sabe nadar consegue se divertir sem medo. O colete salva vidas está sempre disponível e a própria roupa de neoprene te faz flutuar.
  • Mergulho com cilindro. O mergulho com cilindro está disponível em alguns passeios, dentre eles a Lagoa Misteriosa. Optamos por não fazer após ler algumas críticas na internet. A lagoa é linda, mas quase não há peixes, então não haveria muito o que se ver. Mas há pessoas que gostam e recomendam muito.
  • Câmera subaquática. Muito cuidado com sua câmera subaquática, pessoal ou alugada. Tenha absoluta certeza de que ela está amarrada no seu braço, não confie no elástico do bastão, vimos algumas pessoas perderem a câmera, pois acabou arrebentando do braço e sendo levada pelo rio. Ah, quem não possui câmera subaquática pode alugar uma. Há várias agências que fornecem e, muitas vezes, nos próprios lugares dos passeios é possível alugar. O valor varia de 50 a 80 reais e inclui um cartão de memória de 16 GB, que você pode levar para casa

Então é isso, qualquer dúvida é só perguntar e, lembrando de mais alguma dica, atualizaremos o post. 🙂

FullSizeRender_1

Deixe uma resposta