Ilhas Maldivas

Foto 20-10-2017 03 31 07

Não tem como começar este post sem dizer que é o lugar mais lindo do mundo e sim, faz jus a tudo que falam sobre ele. Sempre foi o nosso sonho conhecer este paraíso, mas sabíamos que não seria uma viagem tão fácil, tanto pela distância quanto pelo custo. Mas hoje podemos dizer, valeu a pena cada centavo gasto, cada minuto parado em um aeroporto e cada uma das diversas escalas que fizemos.

Além disso, estávamos noivos e não queríamos um casamento tradicional, mas sim nos casar nesse paraíso que, até então, só existia em sonhos.

Assim, além de conhecer as Ilhas Maldivas, foi onde nos casamos e foi maravilhoso. Mais detalhes sobre o casamento clique aqui, neste post nos concentraremos apenas na viagem em si, que também não tem muito segredo, já que escolhendo um bom hotel, a paisagem já é responsável por todo o resto.

Saiba como foi nosso casamento nas Ilhas Maldivas!

Foto 16-10-2017 11 22 46
Nosso casamento… lindo e inesquecível

Então vamos lá!

As Ilhas Maldivas representam um conjunto de 1196 ilhas localizadas no Oceano Índico, próximas da Índia e Sri Lanka. Destas ilhas, apenas 203 são habitadas e, apesar da pesca continuar sendo a atividade predominante, o turismo tem crescido cada vez mais… (não é difícil imaginar o motivo, não é mesmo? rs)

Foto 20-10-2017 08 26 26


Melhor época para visitar as Ilhas Maldivas cropped-cropped-img_0429.jpg


 

Não tem tempo ruim para visitar as Maldivas, principalmente porque lá faz sol o ano inteiro.  O clima é perfeito e as temperaturas são sempre quentes. No entanto, há probabilidade maior de chuvas entre os meses de maio a novembro, que é quando também há várias promoções.

Nós viajamos em outubro e vimos 10 minutos de chuva apenas no último dia e durante a noite.


Como chegar nas Ilhas Maldivascropped-cropped-img_0429.jpg


Foto 17-10-2017 06 05 15
Piscina do hotel

Essa é a parte que eu considero mais difícil, no sentido de ser uma viagem cansativa, exceto se você tiver um bom dinheiro pra investir em um voo “quase direto” hehehe Digo “quase”, porque pesquisamos bastante e sempre há escalas, como em Adis Abeba, Dubai, Doha, Istambul, entre outras.

A questão é, se você procurar em um site de buscas passagem saindo de São Paulo ou Rio de Janeiro para Malé (capital das Maldivas) encontrará preços assustadores, em torno de R$7.000,00 por pessoa, MAAAAAAAAAS… se você escolher outra cidade para conciliar sua viagem e comprar uma passagem para lá e depois, de lá para Malé, o preço pode cair por menos da metade.

Vamos usar o nosso exemplo.

Quando pesquisamos passagem de São Paulo para Malé os preços estavam em torno de 7500 reais por pessoa, isto os mais baratos, mas sempre aparecia uma escala em Dubai. Assim, pesquisei o voo de São Paulo para Dubai e o preço encontrado, em uma promoção, foi de 2000 reais. Novamente pesquisamos o preço de Dubai para Malé e as passagens partiam de 900 reais. Por uma questão de logística e encaixe de horários das escalas, compramos um que saiu por 1200 reais, via Emirates, isto é, nossa passagem São Paulo até Malé saiu por 3200 reais, menos da metade do preço que seria na compra “direta pra Malé”.

Mas atenção, os preços oscilam muito, para achar estes nós pesquisávamos todos os dias, sempre de olho nas promoções. Tem que ter paciência para conseguir economizar. Além disso, compramos os trechos separados, primeiro compramos o São Paulo/Dubai e meses depois comprei o trecho Dubai/Malé e, por ultimo, o trecho Brasília/São Paulo.

Veja, sabemos que não é um preço mega barato, mas caso tenha vontade de conhecer as Maldivas saiba, desde já, que é o mínimo possível que se consegue pagar… De quebra, passamos 7 dias em Dubai – cidade da nossa escala – e foi perfeito!

Outra coisa, quanto mais quiser economizar, saiba que mais escalas terá que fazer… É a vida!

Vejam como fizemos:

  • Voo 1: Brasília – São Paulo
  • Voo 2: São Paulo – Adis Abeba
  • Voo 3: Adis Abeba – Dubai (escala do voo anterior)
  • Voo 4: Dubai – Malé
  • Voo 5: Malé – Resort

Da hora que saímos de Brasília até pisarmos no hotel demoramos, aproximadamente, 36 horas… Cansativo, mas creiam, pela economia, valeu a pena. Se vocês tiverem um orçamento mais tranquilo para a viagem, conseguirão pegar voos menores, com menos escalas, mas eliminá-las totalmente é impossível.

Além disso, quando forem fechar um hotel, verifiquem como é feito o trajeto deles do aeroporto até o hotel, que será por hidroavião ou barco, verifiquem se eles cobram e quanto é, é um valor importante para incluir no orçamento da viagem. O nosso hotel, por exemplo, cobrava 405 dólares por pessoa e o trajeto era feito de hidroavião. Não é um valor barato, então precisa ser questionado, para não ser pego de surpresa!

No entanto, há hotéis em ilhas mais próximas, que não demandam esse voo de hidroavião, em vários você pode ir de barco mesmo e com um preço bem mais acessível.

Foto 14-10-2017 08 47 56
Hidroavião que nos levou para o hotel
Foto 14-10-2017 08 03 39
O hidroavião também tem cartão de embarque 🙂

As pesquisas por voos podem ser feitas no Skyscanner, que é o site que mais usamos para saber quando os preços estão melhores.

Para aprender encontrar bons preços de passagens e promoções, leia o post “Como encontrar bons preços de passagens”!


Onde se hospedar nas Ilhas Maldivascropped-cropped-img_0429.jpg


O mais importante das Maldivas é escolher o hotel/resort que você irá ficar. Não é uma tarefa fácil porque as opções são infinitas.

Foto 14-10-2017 08 01 20
No aeroporto de Malé há vários guichês, um de cada hotel, quando você chega é só procurar o do lugar onde você está hospedado

Acho que o primeiro passo é definir se você quer um all inclusive, um meia pensão ou um que tenha só o café da manhã incluído. Isso te permitirá filtrar uma boa quantidade de hotéis.

As pesquisas podem ser feitas pelos sites de buscas tradicionais, como Booking e Expedia. Nós usamos sempre o Expedia e lá tem a opção de selecionar o tipo de estabelecimento que você quer.

Se possível, na sua pesquisa, use nossos banners ou link dos parceiros do blog, você não paga nada mais por isso e estará dando uma imensa colaboração para o blog! 🙂

Nossa opção foi por um resort all inclusive. Explicamos o motivo. Como já dissemos, as Maldivas são um conjunto de diversas ilhas, das quais a minoria é habitada, sendo que normalmente cada hotel corresponde a uma ilha, no qual você chega de barco ou avião. Assim, nossa opinião é a de que o hotel all inclusive te permite “relaxar” mais, no sentido de não ficar preocupado com os preços das refeições e bebidas, já que, estando isolado na sua ilhazinha, você não terá a opção de dispensar aquela refeição do hotel e ir a outro lugar comer.

Foto 21-10-2017 05 52 07
Um dos vários restaurantes do nosso hotel

Claro, os all inclusive são bem mais caros que os que trazem apenas café da manhã, mas eu acho que vale a pena o investimento, até porque o pagamento das refeições seriam em dólar e não sairia barato de todo jeito. Ah, importante ressaltar que tudo que você consumir estará sujeito a 22% de taxas e impostos, o que é mais um fator a se considerar antes de fechar o hotel.

Outro ponto que você precisa considerar é o tipo de quarto que quer, pois isso influencia diretamente também nos preços dos hotéis. Grande parte dos hotéis trazem várias opções de quartos, dentre os quais estão aquelas famosas casinhas no meio do oceano que em toda foto das Maldivas que a gente vê.

Foto 15-10-2017 08 07 40
Cada casinha é um quarto, mas há opções de quartos na praia também

Nosso critério era: queríamos ficar numa dessas casinhas no mar (e chamo carinhosamente de casinha e não quarto porque realmente são maiores que muitas casas por ai hahah) e que tivesse uma piscina particular. Isso nos permitiu eliminar, ao longo da busca no Expedia, uma série de hotéis.

Foto 15-10-2017 10 13 54
Varanda do nosso quarto

Se você não fizer questão, pode optar por um quarto na praia, que chegam a ser mais de 50% mais baratos que as tais casinhas. É questão de prioridade, se ficar no oceano não for a sua, a economia é imensa!

Não se choque nas buscas, há hotéis de todos os preços, vários de 300 reais a diária, por exemplo, mas o céu é o limite, pois encontramos diversos outros com diárias acima de 40 mil reais.

Foto 20-10-2017 08 25 39

Vou mencionar aqui alguns hotéis bem avaliados e de diversos preços e regimes de refeição:

Hotéis só com café da manhã incluído

  • Holiday Cottage – diária a partir de 270 reais
  • Plumeria Maldives – diária a partir de 300 reais
  • Tropical Village – diária a partir de 300 reais
  • Aveyla Manta Village – diária a partir de 300 reais
  • The Barefoot Eco Hotel – diária a partir de 400 reais
  • Holiday Inn Resort Kandooma Maldives – diária a partir de 700 reais
  • Royal Island Resort And Spa – diária a partir de 700 reais
  • The Sun Siyam Iru Fushi – diária a partir de 1400 reais
  • Ayada Maldives – diária a partir de 2500 reais
  • JA Manafaru – diária a partir de 2500 reais
  • Baros Maldives – diária a partir de 2900 reais
  • Four Seasons Maldives at Landaa Giraavaru – diária a partir de 5000 reais
  • One&Only Reethi Rah – diária a partir de 6000 reais
  • Milaidhoo Island Maldives – diária a partir de 6000 reais

Hotéis com regime de meia pensão

  • Filitheyo Island Resort – diária  a partir de 800 reais
  • Sun Island Resort & Spa – diária a partir de 800 reais
  • Medhufushi Island Resort – diária  a partir de 900 reais
  • Kurumba Maldives – diária a partir de 1400 reais
  • Gangehi Island Resort – diária a partir de 1900 reais
  • JA Manafaru – diária a partir de 3100 reais
  • Constance Halaveli – diária a partir de 3500 reais

Hotéis com regime all inclusive

  • Boutique Beach – diária a partir de 900 reais
  • Cinnamon Hakuraa Huraa Maldives – diária a partir de 1100 reais
  • Robinson Club Noonu – diária a partir de 1200 reais
  • Meeru Island Resort & Spa – diária a partir de 1200 reais
  • Vilamendhoo Island Resort & Spa – diária a partir de 1500 reais
  • Centara Grand Island Resort & Spa Maldives – diária a partir de 2200 reais
  • Lily Beach Resort & Spa – diária a partir de 2500 reais
  • Hurawalhi Island Resort – diária a partir de 3000 reais
  • Adaaran Prestige Water Villas – diária a partir de 2900 reais
  • Diamonds Thudufushi Beach & Water Villas – diária a partir de 3500 reais
  • Constance Moofushi – diária a partir de 4500 reais

*Os preços estão sujeitos a alterações e foram cotados em 2017.

Nós escolhemos o Lily Beach Resort & Spa e não poderíamos ter feito uma escolha melhor. Como nos casaríamos lá, também verifiquei se eles faziam a cerimônia e, por email, antes mesmo de fecharmos, nos tratavam maravilhosamente bem, sempre atenciosos e dispostos a darem uma resposta para todas as nossas dúvidas.

Eles atendiam todos os requisitos que queríamos, eram all inclusive, tinham quarto com piscina no meio do oceano e o preço foi um dos melhores que encontrei.

Sobre os detalhes desse hotel de sonho, farei um post separado, pois merecem muito! Desde já, adianto que foi, sem sombra de dúvidas, o melhor resort que já ficamos na vida e que valeu a pena cada centavo investido.


O que fazer nas Ilhas Maldivas cropped-cropped-img_0429.jpg


Como todos sabem, viajar para as Ilhas Maldivas é curtir praia, sol e aquele mar de um tom azul/verde que você nunca viu igual.

Além disso, cada hotel pode trazer outras atividades, como snorkelling, mergulho de cilindro, passeio de barco a vela, jet-ski, canoagem, pedalinho, quadras de esportes, bicicletas, entre outros.

DCIM109GOPROG5408865.
Caiaque de fibra

Nosso hotel tinha uma programação diária com várias atividades que envolviam yoga, vôlei de areia e outras, mas não participamos de nenhuma, pois só queríamos curtir o esquema sol, praia e mar.

Antes de fechar seu hotel, dê uma conferida na programação e, se for um hotel em uma ilha maior, confira as opções de passeios e diversões.


Quanto tempo ficar nas Maldivas cropped-cropped-img_0429.jpg


É uma questão pessoal e vai depender do orçamento de cada um. Como a viagem é longa e cansativa, quanto mais tempo conseguir ficar, melhor!

Nós ficamos 10 dias e não achamos cansativo, enjoativo, nada, acho que seríamos capazes de passar uma vida lá sem ter vontade de ir embora!

Pessoalmente, sugeriria pelo menos 7 dias. No entanto, conhecemos um casal no hotel que ficou apenas 5 dias e que ficaria mais 5 em Dubai. Eu acho pouco, mas eles estavam felizes da vida e disseram q não acharam pouco só os 5 dias lá.

Foto 15-10-2017 06 59 50

 


Como se locomover nas Maldivas cropped-cropped-img_0429.jpg


Na nossa ilha caminhávamos, mas havia uns carrinhos de golfe que levavam as pessoas de um lugar para o outro. Raramente usamos, mas há pessoas que preferiam. Para atravessar a ilha de ponta a ponta gastávamos em média 20 minutos caminhando, então não achávamos cansativo!

Havia bicicletas e segways para alugar, mas achamos que não é necessário, pelo menos não na nossa ilha.

Mas claro, como dissemos, as Maldivas são centenas de ilhas e, como cada uma é de um tamanho, haverá opções de transportes diferentes.


Idioma das Maldivascropped-cropped-img_0429.jpg


A língua oficial é o Divehi, mas absolutamente todos os funcionários do nosso hotel falavam inglês. Aliás, nos disseram que 90% dos maldivanos falam inglês, então para quem tem um inglês básico a comunicação não será um problema.

DCIM108GOPROG5148256.
Passeio de pedalinho

Moeda e Gastos nas Maldivas cropped-cropped-img_0429.jpg


A moeda oficial é a Rúpia Maldívia, mas todos aceitam dólares.

Novamente, como fomos para um hotel all inclusive, não tivemos grandes gastos, apenas alguns itens de lojinha e aluguel de jet-ski que não estava incluído dentre os passeios liberados.  O jetski, a título de exemplo, custava 80 dólares por meia hora.

Foto 18-10-2017 15 06 52


Chip de Celular cropped-cropped-img_0429.jpg


A ilha do nosso hotel era toda coberta com Wi-Fi, então o chip de celular era absolutamente dispensável. Inclusive, em cada quarto havia um roteador, de modo que o sinal era sempre ótimo!

No entanto, se você estiver em um lugar sem internet ou internet de qualidade muito ruim, nós indicamos o chip Easysim4you .

Você pode comprar no Brasil e receber em sua casa em menos de uma semana, com ele você terá internet no celular durante todo o tempo!

Se achar que vai ser útil para você e quiser ajudar o blog, compre o seu através desse link, você não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão, que ajuda a manter o blog ativo. 🙂

Banner Afiliados 250x250-01


Seguro viagem cropped-cropped-img_0429.jpg


Embora não obrigatório, acho sempre importante ter um, já que nem todos os hotéis tem um médico “incluído no pacote” e de plantão 24h por dia. O nosso tinha e, por algo simples, precisamos usar e não cobraram nem o remédio que ele nos deu.

Nós indicamos a parceira Seguros Promo porque, preenchendo os dados solicitados, você consegue orçamentos de diversas empresas que oferecem o serviço e pode analisar cada um deles, decidindo pelo que melhor atenda seus objetivos. Há opções bem baratas, vale muito a pena conferir!

Além disso, usando nosso cupom HAJAVIAGEM5 você ainda ganha 5% de desconto no valor do orçamento.

Confira os valores acessando este link ou o banner do lado direito da página.

infografico_sp_2

Foto 21-10-2017 02 43 04


O que levar para as Maldivas cropped-cropped-img_0429.jpg


Apenas roupas leves, pois você passa o dia todo de biquíni/maiô/sunga. Leve apenas chinelos ou rasteirinhas, não há a menor necessidade de salto alto.

Não precisa levar snorkel, pois os hotéis normalmente fornecem gratuitamente todo equipamento (inclusive os pés de pato).

Não deixe de levar protetor solar e repelente, pois se precisar comprar na lojinha do hotel, vai pagar uma fortuna.

Foto 19-10-2017 05 30 02
Também levei minha boia de melancia fofinha

Dicas Gerais cropped-cropped-img_0429.jpg


Taxas e impostos.

Tudo que você consumir estará sujeito a uma taxa de 10% de serviços + uma de 12% de impostos, logo sempre calcule 22% a mais das despesas que deixar para pagar lá.

Religião.

A religião oficial é o islamismo e 100% da população é muçulmana, sendo a prática de qualquer outra religião proibida. No entanto, nos hotéis você não terá problema em usar biquínis (mesmos os micro biquínis brasileiros) e não precisará se cobrir. Nós também caminhamos normalmente pelas ruas de Malé, eu estava de short e blusa e não verifiquei nenhum olhar repreendedor.

No entanto, saiba que se ficar hospedado em uma ilha maior e for frequentar praias públicas, precisará respeitar as orientações e limites dos lugares onde se pode ou não usar roupas de banho.

Bebidas alcoólicas.

O consumo nos hotéis é permitido, mas não leve bebida alcoólica na mala, pois será confiscada no aeroporto.

Vacinação.

Para alguns países – dentre os quais o Brasil – é obrigatória a apresentação de certificado internacional de vacinação que ateste a vacinação contra a febre amarela. Nós dormimos no ponto, não levamos (pois estava grampeado no passaporte antigo) e tivemos a maior dor de cabeça.

Fomos encaminhados para um setor de saúde e, após passar o maior carão pra justificar isso, recebemos papeis com códigos individuais e um número de telefone para o qual tínhamos que ligar diariamente, por cinco dias, para informar que estávamos bem, sem nenhum sintoma da doença. Foi tenso fazer uma viagem de mais de 30 horas e, na entrada do país, você não saber se iam te deixar entrar. Deu tudo certo, mas não recomendamos essa experiência para ninguém! hehehe

Fuso horário.

GMT+5, que dá 7/8 horas a mais que o Brasil, a depender de estar ou não no horário de verão. A adaptação é difícil e usávamos um remédio para auxiliar no sono, afinal não podíamos estar indispostos em nenhum dia dessa viagem.

DCIM106GOPROG4556387.
Almoço com esta vista maravilhosa

Encerramos este post repetindo o que falamos no início: é, na nossa opinião, o lugar mais lindo do mundo e, com planejamento, você consegue chegar lá de uma forma bastante econômica.

Claro, se você quiser e estiver disposto a gastar o céu será o limite, mas o que queremos dizer é que também é possível conhecer as Maldivas com o mesmo valor que você gastaria em um tour pela Europa ou América do Norte, por exemplo.

Se tiver ficado qualquer dúvida sobre o assunto, pode perguntar, ajudamos no que for possível!

Foto 22-10-2017 08 30 41
Vendo o hotel por cima, no hidroavião, difícil hora de dar adeus ou melhor… até logo!

4 Comments »

    • Oi Marcela, não fiz o cálculo exato de quanto gastamos porque fomos também pra Dubai na mesma viagem, mas para você ter uma ideia, nossa passagem ficou 3200 reais e o hotel que escolhemos a diária era a partir de 2500 reais (mas esse era um hotel super caro, escolhemos só porque não íamos gastar com festa de casamento), tem hotel com all inclusive a partir de 900 reais a diária. Como o hotel era tudo incluído, não gastamos com alimentação ou bebidas. Se ficar alguma dúvida é só falar! 🙂

Deixe uma resposta