Santiago

img_9860

Santiago, capital do Chile, possui encantos de uma cidade histórica e também a grandeza de um grande centro urbano que tem mais de cinco milhões de habitantes, com prédios espelhados, imensos, imponentes.

É uma cidade localizada tão próxima ao Brasil e que, aos poucos, vai ganhando os olhos do turista brasileiro, que antes só se preocupava em visitar Buenos Aires.

Depois que fizemos essa viagem, realmente entendemos o motivo, ela é muito encantadora e, na nossa opinião, que nos perdoe a bela Buenos Aires, mas Santiago é muito mais divertida e com muitos mais passeios interessantes.

Além disso, é cada vez mais comum encontrar grandes promoções para o Chile e nós não deixamos essa oportunidade também passar! Encontramos uma promoção de milhas pela LATAM e pagamos 15.000 milhas o trecho, saindo de Brasília, com uma escala em Guarulhos. Foi super barato, pois é o mesmo valor em milhas que encontramos rotineiramente para várias cidades dentro do Brasil, principalmente se consideramos que fomos poucos dias antes de um feriado (finados).

Assim, resolvemos passar uns dias nessa cidade incrível e vamos contar um pouco da nossa experiência que foi realizada em parceria com a sensacional empresa SnowTours e ajudar você a montar seu roteiro para Santiago.


Quando ir para Santiago cropped-cropped-img_0429.jpg


Qual é a melhor época para visitar Santiago?

Santiago é uma cidade perfeita para se visitar o ano inteiro, mas é importante ficar atento se você está necessariamente preocupado em encontrar estações de esqui abertas.

De Dezembro a Março temos o verão, com muito calor e muito sol. As temperaturas passam dos 30 graus e os parques ficam cheios de gente.

De Março a Junho é o outono, com uma temperatura mais amena, oscilando entre 15 e 20 graus mais ou menos. Aqui, com um pouco de sorte, é possível ver neve e aproveitar as estações de esqui, mas não conte muito com isso.

De Junho a Setembro é, realmente, o inverno, com uma temperatura bastante baixa, podendo ser até negativa. É a época com um grande número de turistas, todos querendo conhecer as estações de esqui e aproveitar a neve. Fique atento que é, também, o único período que chove em Santiago.

De Setembro a Dezembro temos a primavera, com uma temperatura ótima, na casa dos vinte graus. A cidade fica ótima para caminhar e linda, toda florida.

Importante lembrar que no inverno é quando a cidade está mais cheia, pois a maioria das pessoas está focada nas estações de esqui. Se resolver ir em outra época, encontrará preços mais baratos, tanto de passagens, quanto de hoteis e passeios.

Average min and max temperatures in Santiago, Chile Copyright © 2018 www.weather-and-climate.com

Assim, se você deseja muito ver neve ou esquiar, vá no inverno, pois mesmo que seja possível encontrar um pouco de neve ainda em maio ou outubro, não é algo que acontece todos os anos.

img_9674


Como chegar em Santiago cropped-cropped-img_0429.jpg


Saindo do Brasil, há voos diretos para Santiago de São Paulo e Rio de Janeiro, mas há previsão de que até o final de 2018 também haja voo direto saindo de Recife, com frequência semanal.

Se você estiver partindo de outra cidade, fará alguma escala, o que não necessariamente é ruim, já que os voos tendem a ser mais baratos.

Você consegue bons voos pela Latam, Gol, Avianca e Aerolineas Argentinas, procure os melhores preços no Skyscanner.

Para aprender encontrar bons preços de passagens e promoções, leia o post “Como encontrar bons preços de passagens”!

img_0392


Onde se hospedar em Santiago cropped-cropped-img_0429.jpg


Em Santiago é possível encontrar lugares bem localizados para hospedagem e com bons preços.

Na nossa opinião, os principais bairros são:

  • Centro. A região central de Santiago é o famoso centro histórico, onde fica a Plaza de Armas, Catedral de Santiago, Museu Histórico e outros importantes pontos turísticos. A grande vantagem de ficar hospedado aqui é poder conhecer vários lugares caminhando. Foi a nossa escolha.
  • Bellas Artes/Lastarria. É uma região linda localizada ao redor do Museu Bellas Artes de Santiago. Pelas ruas é possível sentir um pouco do ar artístico da cidade ao ver pintores e escritores trabalhando. Além disso, há muitos cafés, boutiques e bares interessantes.
  • Bellavista. É um bairro boêmio, mas não tão boêmio quanto o bairro Brasil. É muito animado, com restaurantes e bares incríveis. A noite é muito agitada e ideal para quem procura festas badaladas. No entanto, para quem não curte, o barulho pode incomodar de quinta a sábado.
  • Los Condes. Há muitos edifícios modernos, como o Constanera Center, que é o mais alto da América do Sul. Há muitas lojas e elas não fecham tão cedo quanto no centro.
  • Providencia. É um bairro que está perto de tudo, muito recomendado também.

Nossa opção foi alugar um flat, pelo Airbnb no centro de Santiago, pagamos 120 reais pela diária e foi um excelente custo benefício. Para praticamente todos os pontos turísticos fomos caminhando e pouquíssimas vezes pegamos o metrô, que ficava a apenas 300 metros de distância.

img_9566img_9565img_9564

Se quiserem indicação do nosso flat, nos deixem uma mensagem, podemos passar o link!

No entanto, se você é do tipo que prefere ficar em um bom e velho hotel, vamos deixar algumas indicações bem avaliadas aqui:

  • Ramdas – diária a partir de 140 reais
  • Residencial Universitaria – diária a partir de 180 reais
  • Hotel Sommelier – diária a partir de 250 reais
  • Hotel Casa Madero Boutique – diária a partir de 250 reais
  • Chilhotel – diária a partir de 300 reais
  • Hotel Los Españoles Plus – diária a partir de 400 reais
  • Plaza El Bosque Nueva Las Condes – diária a partir de 450 reais
  • Hotel Boutique Orly – diária a partir de 450 reais
  • DoubleTree by Hilton Santiago – Vitacura – diária a partir de 500 reais
  • Hotel Altiplanico Bellas Artes – diária a partir de 500 reais
  • Hotel Plaza San Francisco – diária a partir de 550 reais
  • Solace Santiago – diária a partir de 600 reais
  • Courtyard by Marriott Santiago Las Condes – diária a partir de 600 reais
  • Hotel Cumbres Lastarria – diária a partir de 700 reais

Para fazer sua pesquisa, não deixe de usar os banners aqui do ladinho! 🙂


SnowTourscropped-cropped-img_0429.jpg


Você precisa de indicação de agência para fazer passeios em Santiago? Não deixe de ler esse tópico!

No seu primeiro dia passeando por Santiago, irá receber dezenas de folhetos de agências de turismo, muitos entregues por brasileiros mesmo. Assim, com tanta oferta, por que recomendamos a SnowTours?

Para vocês entenderem, a SnowTours é uma agência de turismo receptivo de Santiago do Chile, certificada a mais de sete anos. Foi idealizada por dois irmãos brasileiros, filhos de uma chilena, com a proposta de oferecer um tratamento diferenciado àqueles que desejam conhecer o Chile, especialmente brasileiros. Eles pensaram em uma proposta que pudesse dar ao visitante um pouco da vivência que eles tem como brasileiros morando neste país, e não apenas aqueles clássicos pacotes para turista. Realmente é isso que te oferecem!

Além do grande conhecimento que os donos possuem de todo o Chile, a agência é trilingue e, por isso, atende clientes do mundo todo, o que facilita a troca de experiências em um passeio multicultural. É muito difícil achar uma agência em Santiago que tenha tantos profissionais qualificados.

Quando começamos a manter contato com a agência, imaginávamos que seriam apenas mais uma empresa oferecendo serviços para turismo, mas realmente nos surpreendemos. Sério mesmo, quem acompanhou nossos histories assistiu em tempo real a alegria e profissionalismo de toda equipe. Se você não viu, procure nosso Instagram, está tudo salvo lá!

Os passeios são feitos em grupos pequenos, em um transporte bastante confortável. Conhecemos o Otávio, que é o dono, um cara super simples e aberto, ele fez um dos passeios com a gente e foi super divertido. Conhecemos a Vanessa, que é uma guia fofa e animada, não tem aqueles papos chatos de guias, o passeio com ela parece um passeio de grupo de amigos que se conhecem há anos. Conhecemos também o Alfonso que, além de um motorista super sério e responsável (isso é importante porque há estradas perigosas), é um guia fantástico e muito engraçado, ele é chileno, mas fala português muito bem, tem várias histórias divertidas para contar e vai te passar muitas dicas e curiosidades super interessantes. Tem também a Laura, da equipe de Marketing que é um amorzinho, super preocupada com nosso conforto e se estávamos gostando dos passeios. Ela passava todos os detalhes do passeio, foi em alguns com a gente e ainda nos levou em uma balada incrível na cidade.

Pode parecer jabá, mas quem nos conhece sabe o quanto somos criteriosos com agência e serviços, raramente fazemos passeios com agências porque temos um pouco de preguiça daqueles passeios em ônibus imensos, com guias de piadas sem graças e que levam o turista apenas em locais específicos onde receberão alguma comissão. Acreditem, a SnowTours não é esse tipo de agência e garantimos que você vai curtir essa experiência.

Assim, amamos muito ter feito os passeios com eles, realmente percebemos que são uma empresa séria e preocupada com o turista. Se tiver que escolher uma agência, não deixe de entrar em contato com eles, tenho certeza que irão gostar e, se mencionar que viu a mensagem no blog, tenho certeza que conseguirão um desconto ou condição melhor de pagamento. 🙂

img_0265
Bia e Luís do Blog Dica de Turismo e a querida Laura da SnowTours

Pontos turísticos e passeios em Santiago cropped-cropped-img_0429.jpg


O que visitar em Santiago? Quais os principais pontos turísticos?

Então, como todos sabem a cidade é muito grande e tem muitos lugares incríveis para serem visitados. Nós, claro, não conseguimos conhecer tudo que a cidade tem para oferecer, mas vamos dar algumas dicas do que é possível fazer em uma viagem para lá, seja de pontos turísticos propriamente ditos, seja de passeios em regiões próximas.

Cerro San Cristóbal

Cerros, para quem não sabe, são parques em cima  de morros e que trazem uma vista bem bacana da cidade.

O jeito mais fácil de chegar nesse Cerro é usando o funicular que sai do terminal da Calle Pio Nono. É onde se encontra, também, o Santuário Imaculada Conceição, com uma bela imagem de Nossa Senhora. Se for em algum feriado ou final de semana, se prepare para enfrentar filas imensas para pegar o funicular, nesse caso, melhor fazer a subida caminhando.

Cerro Santa Lucia

Este Cerro você consegue ir caminhando a partir da Plaza de Armas, dá no máximo uns 10 minutos.  A vista é muito linda e dá para ver toda cidade.

Os cerros, no entanto, não são muito indicados para pais que precisam usar carrinhos de bebês, já que as subidas são, muitas vezes, bem íngremes e por escadas estreitas e escorregadias.

img_0327

Casa Museo La Chascona

É um museu bem cuidado e que vai permitir conhecer um pouco da história de Pablo Neruda.

Pablo Neruda começou a construir uma casa em Santiago em 1953, por Matilde Urrutia, seu amor secreto da época. Em sua homenagem, ele nomeou-a “La Chascona” , que era o apelido que ele deu a ela por causa de seu abundante cabelo avermelhado.

É um passeio muito legal, mas não é possível filmar ou tirar fotos de dentro da casa, apenas nas áreas externas. No passeio está incluído também um audioguia em português, que permite conhecer a história de cada cômodo da casa.

  • Preço: 7000 Pesos (36 reais mais ou menos) por adulto ou 2500 (13 reais mais ou menos) para estudantes ou idosos acima de 60 anos.

Fechado nas segundas-feiras.

img_0384

Mercado Central

Foi inaugurado em 1872 e não é tão grande quanto os mercados centrais de outros lugares. Apesar do forte cheiro de peixe, vale a pena dar uma passada se você quiser conhecer um pouco da culinária local.

Plaza de Armas

É a praça principal de Santiago e onde se localizam importantes construções da cidade como a Catedral e também a prefeitura da comuna de Santiago. Necessariamente você vai passar por lá em algum momento do seu passeio e, se ficar hospedado perto, conseguirá conhecer todos os pontos turísticos caminhando.

img_9582

Museu chileno de Arte Pré-Colombiana

É um museu com exposições temporárias e permanentes e que conta com importantes obras de arte pré-colombianas e artefatos de toda América do Sul, pertencentes à coleção pessoal de Sergio Larrain Garcia-Moreno.

  • Preço: 6000 pesos (mais ou menos 30 reais) para adultos e 3000 pesos (mais ou menos 15 reais) para estudantes.

Fechado nas segundas-feiras.

Entrada grátis no primeiro domingo de cada mês.

Catedral Metropolitana

Construída em 1748 é sede da Arquidiocese de Santiago e principal templo católico do país.

img_9585

Museu Histórico Nacional

O Museu Histórico Nacional busca a história do Chile através de objetos que vão desde tempos pré-colombianos até os anos 1970. Além disso, o Museu procura ser um lugar de reflexão, diálogo que reúne comunidade através de exposições temporárias, publicações, mesas redondas e atividades educativas e de extensão propostas.

Palácio de La Moneda

É a sede do Poder Executivo e um dos mais importantes símbolos da história política do país. Há a troca de guardas a cada dois dias na parte externa (em alguns meses é nos dias ímpares e nos outros nos dias pares, consulte o site), mas a visita ao interior é só com agendamento prévio.

img_9596

Museu Nacional de Bellas Artes

Possui exposições temporárias e permanentes, com uma seleção de mais de cinco mil peças e que compõem o patrimônio artístico do país.

  • A entrada é gratuita.

Fechado segunda-feira.

DCIM102GOPROGOPR4512.

Parque Bustamante

É um parque com bastante movimento no final do Bairro de Providência, há muitos restaurantes, bares, mercados e hotéis em sua volta.

Parque de Las Esculturas

É um parque com uma história interessante, pois foi construído após uma das maiores enchentes de Santiago destruir a região. Assim, artistas plásticos resolveram transformar o lugar devastado em uma um lugar bonito novamente, com obras artísticas integradas com a natureza. É um bom lugar para sentar na grama e descansar.

img_0388

Sky Costanera

É o mirante mais alto da América Latina, com 300 metros de altura. É possível se ter uma vista de 360° da cidade. Nossa sugestão é ir um pouco antes do pôr do sol para ter uma vista da cidade de dia, ter uma linda vista do sol se pondo e ver como a cidade fica de noite. O horário do pôr do sol varia de acordo com as estações do ano, então dê uma conferida na época em que estiver indo.

Uma importante dica, dada por um chileno: jamais pegue um táxi dos que ficam abaixo do Sky Costanera, use o metrô ou uber. Eles são os que mais aplicam golpes como o golpe da moeda falsa ou tentando enganar o turista com o troco. Leia mais abaixo no tópico “segurança”.

Importante lembrar que o Uber ainda não é legalizado no Chile, de modo que é melhor pegar de frente ao shopping ou um pouco mais afastado do Sky Costanera, para evitar problemas com taxistas.

  • Preço: 15.000 pesos (mais ou menos 78 reais) para adultos e 10.000 pesos (mais ou menos 52 reais para crianças) de 4 a 12 anos.

img_9676

Vinícolas

A maioria das pessoas que visitam Santiago busca visitar as fantásticas vinícolas e experimentar um pouco mais dos maravilhosos vinhos chilenos conhecidos mundialmente.

Logo abaixo faremos um tópico específico para explicar um pouco quais sãos as vinícolas mais famosas e ajudar você na escolha de qual visitar.

Valparaíso e Viña del Mar

Valparaíso foi declarada Patrimônio Mundial pela Unesco em 2003. Possui uma arquitetura pitoresca, lindos morros, elevadores coloridos, além de permitir experimentar maravilhosos pratos de frutos do mar.

Viña del Mar tem uma das melhores praias da costa nacional, um festiva, internacional de música e um lindo relógio de flores.

Para saber o que dá para fazer nessas cidades, aguarde nosso post específico só sobre elas. Você vai adorar!

  • Preço do tour de um dia para as duas cidades: mais ou menos 190 reais (preço em novembro de 2018). Confira o preço atualizado aqui.

img_0416

Valle Nevado

Embora seja um dos principais lugares escolhidos pelos turistas que desejam conhecer a neve, importante lembrar que o Vale Nevado Ski Resort não é o único complexo que vai permitir essas atividades. Há outros como o El Colorado, Ski Pucón ou Ski Portillo.

No entanto, o Valle Nevado é o mais conhecido e conta com atividades para todos os públicos, desde os que buscam praticar esportes de inverno como os que buscam apenas brincar com um pouco de neve ou levar uns tombos tentando esquiar pela primeira vez.

É possível passar apenas o dia no complexo, com passeios que podem ser contratados com a SnowTours ou, você pode optar por se hospedar lá e curtir um pouco dessa atmosfera e do frio.

Lembramos que a SnowTours tem, também, uma loja de aluguel de roupas de neve e para a montanha, para quando está muito frio.

  • Os preços variam conforme a estação do ano, na primavera estava a partir de 133 reais. Confira os preços atualizados aqui.

Cajon del Maipo & Embalse el Yeso

Com certeza é um dos melhores passeios da região central do Chile, especialmente quando a neve foi embora.

Cajon del Maipo é o nome da região e El Yeso é o nome dessa represa linda, localizada no sudeste de Santiago.

Ao longo do passeio, você aproveita a paisagem e os pontos turísticos, como a Plaza San José de Maipo e o túnel Tinoco. Diante desse lindo cartão postal, provamos um delicioso picnic com deliciosos petiscos e vinho, enquanto contemplamos a vista dos Andes.

Mesmo na primavera, estava muito gelado o clima, então não deixe de levar um bom agasalho de frio. Se você for sensível ao frio, aconselhamos levar uma touca também para proteger as orelhas.

Você também pode aproveitar e alugar uma roupa de neve ou montanha com a SnowTours, caso não tenha uma adequada.

img_9807

Importante ressaltar que nem sempre é possível ter acesso à essa “praia” que você vê na foto. Dependendo da época (especialmente feriados ou finais de semana) a polícia bloqueia o acesso, dado o grande número de automóveis. Assim, pode ser que você só consiga ter a vista do El Yeso da estrada, sem chegar até o “final”, que é essa prainha.

Se quiser garantir o passeio de uma forma tranquila, não vá nos finais de semana ou feriados.

Nós adoramos demais esse passeio e com certeza você não pode perder. Como já mencionamos, nós fomos com a empresa SnowTours e, definitivamente, não poderia ter sido melhor.

  • Preço: 201 reais (preço em novembro de 2018). Confira os preços atualizados aqui.

Cajon del Maipo & Termas y Colinas

Ainda no Cajon del Maipo estão as Termas Baños Colina, um lugar lindo e rústico onde você pode aproveitar as águas termais aquecidas pelo vulcão São José.

Nós fizemos o El Yeso e de lá seguimos para as termas, foi uma das partes mais legais do passeio. Nunca havíamos experimentado piscinas termais tão quentes.

São várias piscinas escalonadas, as de cima são mais quentes e as inferiores são mais frias. Na primeira, só conseguimos ficar uns 40 segundos, pois é muito quente, parece que sua pele vai ser arrancada. É terrível. Nas do meio conseguimos relaxar por bastante tempo e foi uma delícia.

Importante lembrar que a água tem muito enxofre e, quando sair, ficará com a pele ressecada e branca, o lugar é muito simples, não há estrutura para banhos, então chegando no seu hotel, tome um banho imediatamente.

A dica mais importante para quem quer fazer esse passeio é: não vá, em hipótese alguma, em feriado ou final de semana. Nós vimos algumas fotos de pessoas que foram nessas datas e o local estava horrível, parecendo o piscinão de Ramos, a cor da água estava marrom e não estava tão quente, dada a enorme quantidade de pessoas na piscina.

snapseed-2.jpg

Nossa experiência foi diferente, como pode ser ver nas fotos. Fomos numa quarta-feira e estava completamente vazia. Por vários momentos tivemos as piscinas só para nós dois e foi realmente uma experiência única relaxar com esta vista incrível dos Andes.

  • Para conhecer El Yeso e as termas o preço é 269 reais (preço em novembro de 2018), mas confira os preços atualizados aqui.

Isla Negra & Pomaire

Este é um passeio para quem deseja conhecer o grande refúgio do poeta Pablo Neruda, local onde está localizada sua terceira casa chamada Isla Negra, que é um museu que também pode ser visitado.

  • Preço: em torno de 337 reais, confira os preços atualizados aqui.

Vinícolas em Santiago cropped-cropped-img_0429.jpg


Qual vinícola visitar em Santiago?

Sendo o Chile tão famoso por seus vinhos maravilhosos, como escolher a “melhor” vinícola para visitar em sua viagem para Santiago?

img_0221
Jardim na vinícola Santa Rita

Bom, é claro que não há uma resposta absoluta para isso, mas vamos mencionar algumas das mais conhecidas e, quem sabe, te ajudar a escolher a que achar mais interessante.

Outra pergunta que sempre surge é: Vale a pena comprar vinhos nas vinícolas de Santiago? Para este pergunta, na nossa opinião, vale sim a pena. Nós fomos em alguns supermercados e vimos que os vinhos são alguns, em média 5% mais caros e outros 5% mais baratos. Assim, de um modo geral, os valores são bem semelhantes.

A grande vantagem que achamos em comprar os vinhos nas vinícolas são determinadas promoções que eles fazem, como, por exemplo, na compra de quatro ou cinco vinhos de um mesmo tipo. Nós compramos muitas garrafas e, comparadas com os preços no Brasil, saíram pelo menos 40% mais baratas.

No entanto, o vinho Epu que, no Brasil pode ser encontrado por até 600 reais, conseguimos comprar em uma promoção da casa por 180 reais. Ou seja, definitivamente é uma ótima oportunidade para experimentar um vinho que, no Brasil, talvez você não tivesse coragem de comprar.

Vamos mencionar os preços dos passeios às vinícolas oferecidos pela SnowTours, é claro que você pode ir para elas em seu próprio carro ou de transporte público e comprar o ticket de entrada lá na porta, mas nós recomendamos o passeio com a agência. São três os motivos principais:

  1. Lei Seca. Não dirigindo você pode degustar os vinhos tranquilamente, o que não acontece caso você vá em um veículo alugado.
  2. Transporte das compras. Se você for de transporte público, não será tão fácil carregar suas compras. Nós, por exemplo, compramos mais de 10 garrafas de vinho, seria inimaginável carregar isso tudo no metrô e ônibus.
  3. Comodidade. A agência te busca e deixa em casa, guarda suas compras e torna o trajeto fácil e rápido, você só precisa se preocupar em aproveitar a paisagem e bater um bom papo.
img_0165
Viu como é importante ter um transporte? hahaha safety first

Feitas essas considerações, vamos falar um pouco das principais vinícolas!

Concha e Toro

Com certeza é uma das vinícolas mais famosas do Chile e seus rótulos estão presentes em mais de 135 países. É também conhecida por seu vinho Casillero Del Diablo e por ser patrocinadora do time inglês Manchester United.

Nós fizemos esse tour e foi muito legal. Aprendemos várias dicas importantes na degustação de um bom vinho e conhecemos a história de como surgiu a vinícola e o Casillero Del Diablo. Não vamos dar spoiler, mas é bem interessante, inclusive para crianças. No tour há degustação de alguns vinhos e, ao final, você pode levar a taça para casa. Eles dão até uma caixa para você guardar com mais segurança.

  • O passeio todo (desde a hora que sai do hotel até o retorno) dura 4 horas e custa 174 reais (preço em novembro de 2018). Para saber o preço atualizado, clique aqui.
img_0107
Vinícola Concha Y Toro

Santa Rita

É uma das vinícolas com mais história de todo o Chile. É aqui que a linhagem Carmenere foi redescoberta no Chile, depois de extinta na Europa. Você aprenderá sobre a história dos vinhos chilenos e também sobre a origem do rótulo mais consumido em todo o Chile, o 120.

Há um museu andino bem legal também, com entrada gratuita.

img_0175img_0174

Também não daremos spoiler, mas foi a vinícola que mais gostamos, especialmente porque fizemos o Tour Premium, que inclui a visita aos jardins, com muitos lugares lindos e especiais. Além disso, também abrange uma degustação de rótulos especiais acompanhados de queijos muito saborosos. Ao fina, você leva a tábua de queijos e a taça para casa.

img_0271

  • O passeio dura 5 horas (desde a hora que sai do hotel até o retorno) e o preço do tour tradicional é 175 reais (preço em novembro de 2018), o tour premium custa, em média 310 reais. Para valores atualizados, clique aqui.
img_0204
Vinícola Santa Rita

Vale de Casablanca

O Vale está localizado a uma hora de Santiago e onde é possível apreciar uma grande variedade de rótulos como o famoso Sauvignon Blanc, Chardonnay, Pinot Noir e Syrah, seus processos e produção, vinhas e adegas com história. Além disso, conta com restaurantes exclusivos onde você pode almoçar.

Você visitará a Vinícola Emiliana e a Casas del Bosque, que são as normalmente sugeridas, mas você pode escolher outras vinícolas por lá também.

  • O passeio (desde a hora que sai do hotel até o retorno) dura 8 horas e custa 493 reais (preço em novembro de 2018). Para saber o preço atualizado ou de outras vinícolas da região, clique aqui.

Valle de Colchagua – Viu Manent + Lapostolle

Além de ser um dos vales mais importantes na produção de vinhos do hemisfério sul, possui lindas passagens. Durante todo o passeio, você pode visitar a encantadora vinícola Lapostolle e fazer um belo passeio de carruagem pela vinícola Viu Manent e pelo vale do vinho.

Localizada a apenas 34km de Santiago, é um passeio mais barato para quem quer conhecer uma vi

  • O passeio  dura 10 horas (desde a hora que sai do hotel até o retorno) e custa 595 reais (preço em novembro de 2018). Para saber os valores atualizados, clique aqui.

Undurraga

Localizada a apenas 34km de Santiago, é um passeio mais barato para quem quer conhecer uma vinícula com lindos jardins.

  • O passeio dura 4 horas e custa 174 reais (preço em novembro de 2018). Para saber os valores atualizados, clique aqui.

Cousiño Macul

Você conhecerá os vinhedos, o museu, a vinícola centenária e a atual adega, onde o vinho chamado Lota é processado. É a única que continua, desde 1856, nas mãos da família fundadora.

  • O passeio dura 4 horas e meia e custa 197 reais (preço em novembro de 2018). Para saber os valores atualizados, clique aqui.

Quanto tempo ficar cropped-cropped-img_0429.jpg


Quanto tempo devo ficar em Santiago? Essa, como sempre é uma pergunta difícil e depende da disponibilidade orçamentária e de tempo de cada um.

No entanto, para conhecer um pouco da cidade indicamos pelo menos dois dias inteiros só em Santiago, se for fazer passeio em vinícolas, estações de esqui, Valparaíso e Vña del Mar, indicamos pelo menos mais 3 dias.

Assim, pelo menos cinco dias na cidade é o ideal para você vivenciar as principais experiências que Santiago pode te proporcionar.

img_0197


Sugestão de roteiro cropped-cropped-img_0429.jpg


Vamos dar uma sugestão de um roteiro de cinco dias em Santiago, semelhante ao roteiro que fizemos. Como fomos no final de Outubro e início de Novembro, não pudemos esquiar, pois a temporada já havia acabado.

No entanto, a viagem foi incrível mesmo sem neve e tenho certeza que você também irá adorar, se decidir ir no mesmo período.

DIA 1- Centro histórico

Comece na Plaza de Armas e já faça o câmbio na Rua Augustina. Entre na Catedral Metropolitana, visite o Palácio de la Moneda e, se curtir museus, entre no Museu Histórico Nacional.

img_0307

Caminhe até à Corte Suprema de Justiça e dê uma olhada no prédio do antigo Congresso Nacional.

Visite o Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana e, depois, caminhe até o Cerro Santa Lúcia.

Termine o dia no Pátio Bella Vista.

img_0363

DIA 2 – Continuação Centro Histórico

Visite a Chascona e, depois o Cerro San Cristobal.

img_0376

Vá até o Parque das Esculturas  (caminhando são uns 40 minutos, mas você pode pegar um metrô) e termine o dia no Sky Costanera para ver o pôr do sol.

DIA 3 – Vinícolas

Nós visitamos a Concha y Toro pela manhã e de lá seguimos para a Santa Rita, foi super legal e recomendamos esse passeio, para quem deseja conhecer mais de uma vinícola.

img_0212
Santa Rita e seus encantos

DIA 4 – Valparaíso e Viña del Mar

As cidades são localizadas a 140 km do centro de Santiago e podem ser visitadas em conjunto, pois são separadas apenas por uma passarela.

img_0422

DIA 5 – Valle Nevado ou Cajon Del Maipo

Se for no inverno, o Valle Nevado é um passeio imperdível, mas se for em outra estação, não deixe de ir no Cajon del Maipo, fazendo o passeio El Yeso e Termas de Colinas.

Se tiver mais dias livres, dê uma olha nos passeios que disponibilizamos acima e analise qual você acha mais legal!

img_9834


Como se locomover em Santiago cropped-cropped-img_0429.jpg


Como sempre, a primeira forma, mais econômica e fácil de se locomover é caminhando. A cidade é bem grande, mas muitos pontos turísticos estão na região central, então é fácil visitar vários sem usar transporte público.

Como nós ficamos hospedados no centro, fazíamos tudo a pé e, em apenas duas oportunidades pegamos o metrô.

As bikes são muito utilizadas e a cidade é repleta de ciclovias de excelente qualidade. Os chilenos usam as bicicletas realmente como meio de transporte, não só para lazer e em toda cidade há pontos de aluguel de bikes.

img_0374img_9611

Se precisar ir para um outro lugar, pode usar o transporte público, que é de excelente qualidade.

O metrô foi eleito como um dos metrôs mais fáceis de utilizar do mundo e custa de 3 a 4 reais (depende do horário que você deseja usar o serviço).

Baixe o App Metro de Santiago e descubra qual linha você precisará pegar para ir ao destino desejado. Além desse App, o Google Maps também traça excelentes rotas, te ajudando a se localizar na cidade.

gptempdownload-5
Vista do Cerro Santa Lúcia

O Uber também pode ser utilizado e os preços, de regra, são bem acessíveis. No entanto nem sempre são fáceis de serem encontrados, pois a regulamentação do serviço ainda não foi concluída e ainda são frequentes as confusões com taxistas.

Não usamos táxi, também não recomendamos em razão das frequentes histórias e golpes que ouvimos (inclusive de chilenos), envolvendo taxistas. Contaremos um pouco mais abaixo no tópico “segurança”.

No entanto, se quiser usar algum táxi, use os aplicativos Easy Taxi ou Safer Taxi e, se possível, faça a opção pelo pagamento online, com cartão de crédito. É o jeito mais seguro de evitar ser vítima de algumas fraudes.


Restaurantes e Bares em Santiagocropped-cropped-img_0429.jpg


Como muitos já sabem, nunca iniciamos uma viagem com restaurantes em mente (salvo raríssimas exceções), nossa ideia é desbravar a cidade e encontrar os restaurantes por feeling mesmo.

No entanto, vamos indicar alguns bons lugares, uns nós conhecemos, outros foram indicações de amigos que, infelizmente não tivemos tempo de ir.

Mas, importante falar que não achamos a comida barata em Santiago, cada restaurante que fomos foi uma pequena facada nos rins. hahaha Para se ter uma ideia, no Bocanariz gastamos uns 500 reais para o casal e no giratório, no almoço, uns 300 reais. É bom dizer o valor porque muita gente gosta de ter uma ideia de quanto iria gastar.

Bocanariz – localizado na José Victorino Lastarria 276. Foi o primeiro wine bar da cidade. Você pode desfrutar garrafas inteiras ou experimentar vários rótulos que vem em pequenos conjuntos de 3 taças. Melhor fazer reserva, nós não fizemos e foi por pouco que não conseguimos entrar.

Giratório – localizado na Av. Nueva Providencia 2250. Aqui você tem uma experiência incrível de comer em um restaurante que vai girando e você consegue comer tendo uma vista de 360 graus da cidade. É bem lento gente, não dá enjoo no estômago não hahaha. A comida estava gostosa, mas nada “sensacional”, mas vale a visita pela experiência. É bom fazer reserva também, pois é bastante concorrido.

img_9622

Como Água para Chocolate – localizado na Constitución 88, Providencia. Não conseguimos ir, mas foi recomendado por vários amigos, mas todos avisaram que é um restaurante caro, embora valha a pena.

Aqui está Coco – localizado na La Concepción 236, Providencia. Também não fomos, mas dizem ser um local fascinante, com comida de excelente qualidade.


Segurança cropped-cropped-img_0429.jpg


Santiago é uma cidade segura?

De um modo geral sim, Santiago é considerada uma cidade segura.

No entanto, como em toda grande cidade, há casos de violência, roubos e, principalmente, dos famosos batedores de carteiras. Assim, todo cuidado de sempre é importante, especialmente com os pertences pessoais.

Além disso, infelizmente quem conversa com pessoas que moram ou já estiveram na cidade, toma conhecimento de pequenas fraudes envolvendo, por exemplo, taxistas. Há narrativas de taxistas que recebem uma nota alta de um turista, troca e afirma que recebeu uma nota inferior, causando todo um constrangimento até que a pessoa pague o valor que “supostamente” estava faltando. Relatos de taxistas repassando notas falsas também são frequentes, infelizmente. Nós fomos orientados por amigos chilenos a evitar táxi ao máximo, de modo que não pegamos nenhum, nos viramos apenas com caminhadas e usando o metrô

No entanto, se você quiser ou precisar usar um táxi, nossa dica é sempre questionar o valor de uma corrida antes de embarcar, deixar o dinheiro separado e, de preferência, trocado.

Se possível dê preferência ao Uber ou ao App Easy Taxi ou Easy Taxi que, por terem métodos de pagamento online, podem evitar esses tipos de inconvenientes.

img_0236
Jardins da vinícola Santa Rita

Idioma cropped-cropped-img_0429.jpg


O idioma oficial é o espanhol, mas todo mundo é bem gentil e faz questão de tentar entender nosso “portunhol” também. Então não vai ser um problema!


Moeda e Gastos em Santiagocropped-cropped-img_0429.jpg


Qual moeda levar para o Chile? Compensa comprar pesos no Brasil?

A moeda oficial é o peso chileno, sendo que:

1 Peso Chileno = 0,0054 Reais

ou 

1 Real =  185 Pesos Chilenos

* (cotação aproximada – novembro de 2018)

Mesmo que você consiga comprar pesos chilenos no Brasil, a cotação não será favorável e nossa moeda lá é bem recebida, considerando principalmente a quantidade cada vez maior de turistas que viajam para o Chile.

img_9775

Assim, nossa indicação é levar reais mesmo e fazer o câmbio lá. Lembre-se sempre que nos aeroportos os câmbios são menos favoráveis, então deixe para trocar no centro da cidade.

Para se ter uma ideia, em uma casa de câmbio na Rua Augustina, conseguimos a cotação de 1 real = 193 pesos, enquanto no aeroporto estava 180 pesos.

Agora, como dissemos, Santiago não é uma cidade barata e, para economizar, tomamos café da manhã em casa todos os dias e, várias noites, também fizemos lanches em casa, especialmente nos dias de passeios em que chegávamos cansados em casa e sem disposição de sair em busca de um restaurante para jantar.

Vamos mencionar os preços de alguns itens para se ter uma ideia dos gastos (vários já foram até mencionados ao longo do post, mas todos juntos aqui facilita a visualização):

  • Passeio na vinícola Concha y Toro com agência de turismo = 175 reais
  • Passeio ao Cajon del Maipo e Embasse El Yeso com agência de turismo = 200 reais
  • Entrada no Sky Costanera = 78 reais
  • Entrada na Chascona = 36 reais
  • Almoço no restaurante Giratório (com vinho) = 300 reais
  • Almoço no Pátio Bella Vista (sem bebida alcoólica) = 160 reais
  • Ticket de metrô = 4 reais
  • Itens de supermercado:
    • Coca-cola 3 litros = 10 reais
    • Frango Assado = 22 reais
    • 4 vinhos de 250 ml = 16 reais
    • Pão integral = 8 reais
    • 250 g de queijo fatiado = 11 reais
    • 250 g de peito de peru = 15 reais
    • Café solúvel = 20 reais
  • Café na rua = 7 reais
  • Preço médio dos pratos em Lastarria = 60 reais

Assim, se a ideia for economizar, tente fazer o maior número de refeições em casa ou no hotel e deixe para gastar com os passeios, nós conseguimos fazer uma grande economia viajando assim.

img_0247


Chip de Celular cropped-cropped-img_0429.jpg


Apesar de ser fácil encontrar Wi-fi em cafés e restaurantes, achamos que ter um chip de celular com internet disponível pode ser importante para facilitar sua vida. Vai te indicar qual ônibus/metrô pegar, pelo Google Maps você poderá encontrar a estação mais próxima ou verificar se o ponto turístico que você procura está perto.

Gente, Google Maps é vida, você acha tudo por ele e vai seguindo o mapa até encontrar o que está procurando, sem ele não seríamos ninguém nessa viagem.

Nós indicamos sempre o chip Easysim4you.

Você pode comprar no Brasil e receber em sua casa em menos de uma semana. Com esse chip você tem internet no celular o tempo todo.

Se achar que vai ser útil para você e quiser ajudar o blog, compre o seu através desse link, você não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão, que ajuda a manter o blog ativo. 🙂

Banner Afiliados 250x250-01


Seguro viagem cropped-cropped-img_0429.jpg


O seguro viagem para o Chile não é obrigatório, mas como todos sabem, imprevistos e acidentes não agendam hora para acontecer. Assim, para evitar um gasto absurdo em um país diferente, vale a pena o investimento com um seguro de viagem.

Nós indicamos a parceira Seguros Promo porque, preenchendo os dados solicitados, você consegue orçamentos de diversas empresas que oferecem o serviço e pode analisar cada um deles, decidindo pelo que melhor atenda seus objetivos. Há opções bem baratas, vale muito a pena conferir!

Além disso, usando nosso cupom HAJAVIAGEM5 você ainda ganha 5% de desconto no valor do orçamento.

Confira os valores acessando este link ou o banner do lado direito da página.

infografico_sp_2


Bom, espero que tenham aproveitado um pouco das dicas que tentamos passar aqui e podem acreditar que Santiago é um destino incrível e que vale a pena ser visitado mesmo fora do inverno.

As pessoas são acolhedoras, simpáticas, é simplesmente incrível caminhar por suas charmosas ruas, parar em um lugar, tomar um bom vinho e simplesmente curtir cada momento.

Se tiver ficado alguma dúvida, não deixe de nos perguntar! Grande beijo.

img_9613


  • Post Patrocinado

Deixe uma resposta